Bem-Estar e Emagrecimento - Blog

 
 
 
 
 

Pílulas Nutritivas – Por Nutricionista Fernanda Barbosa

 
Stress e Ganho de Peso

Para tudo! Você se considera uma pessoa estressada?

Infelizmente hoje em dia temos stress em todas as faixas etárias. Eu, como Nutricionista, vivencio diariamente queixas de pessoas que não conseguem perder peso mesmo com baixa ingestão calórica. Mas afinal de contas, o que está acontecendo?

O Stress representa uma situação-limite para os seres vivos, e nosso corpo é tão sábio que toma suas medidas para que preservemos nossa valiosa vida. Falando a grosso modo, o seu cérebro não distingue os tipos de ameaças e com isso tenta poupar calorias por meio de uma cascata de hormônios, cujo principal representante é o Cortisol. Esse danadinho modifica o controle do apetite, acelera a multiplicação das células de gordura e o depósito delas na região abdominal. Mas calma, o cortisol é um hormônio para a nossa sobrevivência, ele não é um vilão.
Então como minimizar esse processo?

Eu, como nutricionista, posso aconselhar uma educação nutricional bem feita. Você precisa aprender a escolher os melhores alimentos para o seu dia a dia, e para isso conte com o auxílio de alguém que adéque a sua alimentação ao seu ritmo de vida. Pessoas estressadas tendem a ter “vontade” de comer mais “fast-foods” ricos em gorduras trans e açúcar, e com uma boa dieta você saberá se comportar nos momentos da “correria” diária.

Dieta não necessariamente representa “privação” de alimentos, se você encarar como um fator de Stress vai ser sempre muito difícil aceitar as proposições de qualquer nutricionista. Veja a dieta como um instrumento regulador para a sua saúde, através dela vamos tirar o que está sobrando e repor o que está faltando. Contamos ainda com a ajuda de produtos manipulados que auxiliam na correção dos sintomas até chegar à origem do stress, otimizando o tempo do tratamento.

Pare e pense: Quanto tempo você levou para chegar onde chegou? Há quanto tempo você tem esses hábitos alimentares? Quanto tempo você levou para chegar nesse peso, nessa composição corporal?
Se em alguma dessas perguntas sua resposta foi “de ontem para hoje” você está mentindo para si mesmo. Então a palavra-chave é CALMA!

Procure auxílio médico, nutricional e de um bom educador físico. O ganho de peso é o menor dos sintomas do Stress, inúmeras patologias surgem pela sobrecarga física e emocional. Se você não encontrar tempo para cuidar da sua saúde agora, no futuro terá de encontrar para tratar das suas doenças.

 
 
 
 
 
 

DIABETES: O QUE É E COMO TRATAR?

 
Diabetes é uma doença do metabolismo causada pela falta de insulina, um hormônio produzido no pâncreas que é o responsável por mover a glicose do sangue para as células produzindo energia. Na pessoa diabética isso não ocorre porque o pâncreas não responde como deveria ao processo. Assim a glicose vai parar na urina ou fica acumulada no sangue (glicemia), fazendo com que o corpo perca sua principal fonte de energia.

Maior concentração de glicose no sangue provoca um fenômeno inflamatório nas pequenas artérias que degenera, especialmente, suas terminações. Como consequência, diversos órgãos são atingidos, entre eles o coração, os rins, as pequenas artérias da retina, do pênis e do cérebro. Nos membros inferiores, especialmente nos pés, podem surgir feridas que demoram a cicatrizar.

Diabetes tipo I e II

A principal diferença entre uma e outra é que na diabetes tipo I o sistema imunológico entende como se o pâncreas fosse um corpo estranho no organismo e passa a atacá-lo. Com isso ele deixa de produzir insulina, o que causa a dependência aplicável da substância. No tipo II os fatores estão mais ligados a idade, genética e peso.

Neste caso a quantidade de insulina produzida é insuficiente por diversos fatores. No caso de pessoas obesas, por exemplo, o emagrecimento pode fazer com que a produção de insulina seja adequada ao organismo. Ou seja, existem algumas medidas que podem ser tomadas (junto ao seu médico) que fazem com que a produção de insulina seja satisfatória no diabetes tipo II.

Diabetes gestacional

É uma doença caracterizada pelo aumento do nível de açúcar no sangue que aparece pela primeira vez na gravidez. Este problema acontece em cerca de 4% das mulheres que ficam grávidas. Ela pode desaparecer depois do parto ou transformar-se num diabetes do tipo 2.

Sintomas

Algumas pessoas podem ter sintomas de diabetes, mas não significa que todas terão. São eles:

– Cansaço extremo

– Náuseas

– Aumento da quantidade de urina

– Sede além do normal

– Perda de peso

– Visão embaçada

– Infecções frequentes

– Dificuldade de curar cortes e machucados

– Coceira na pele (geralmente na área vaginal ou da virilha)

– Perda da visão

– Impotência



Tratamento

No diabetes tipo I o tratamento é feito através da aplicação de insulina injetável. Já o tipo II pode ser controlado por remédios. O que vale para os dois casos é: acompanhamento médico, dieta alimentar e atividade física.